Segredo do véu das Almas Gêmeas

Escrito por Samanaã Thy Lhyiane Beloin'er  
Quarta-feira, 09 de Novembro de 2011 01:22
 
Para facilitar a identificação da Alma Gêmea, use o símbolo pessoal na rocha correspondente do Deva Pessoal de sua personalização encarnacional. Tal prática é realizada no curso Eloim Reiki Cristaloterapia, sendo necessária a compreensão dos recursos apresentados nos cursos Tronados, Viajantes, Biogenesis, Concílio e Írisdiagnose
 
Olá Crianças de Luz,
 
Muitos procuram a melhor eficácia investigativa através de qualquer sinal que certifique como identificar a verdadeira realidade no acaso das linhas paralelas dos ajustes da programação quando do reencontro com a Alma Gêmea. Assim o fazem no ínterim do momento que desperta a ressonância entre os parceiros, a abertura do que existiu quando antes do momento de tudo que se fez existir para ser o que sempre existirá, independente de serem pessoas não corporificadas nos tratos quânticos desta configuração.
 
Tal abertura é de similaridade entre as relações que existem nas experiências vivenciais migracionais, na posição de Ser do Elemento do Ser Divino. Participa nesta história de vida como conspiração subliminar divina e qualquer narrativa do intelecto ultrapassa as essências para compreensão do processo de vitalização ao reviver esta realidade inicial. Ao fazê-lo como condição além da prática normótica emocional, pautada por atos que se alicerçam acima da concepção sexual ou de ordem de progressão das repressões, assume além das representações que se traduz em sentimento de perda se ocorrer decisão que ultrapasse o passar do tempo. Esta relação com visão não seria simbologia de diferença para os relâmpagos holográficos por efeito propagado de arquivos que fazem parte da configuração da mesma matriz do sistema natal de freqüência do Superuniverso.
 
Significa que, em linhas gerais, sentimentos emocionais inexistem para o sentido. A lei da atração se faz poder do que é logicamente possível que se faça por existirem as relações na programação como trabalho alquímico divino junto às hierarquias expansoras por dimensões. A suposta Alma Gêmea de natureza vivencial ao estágio de todo nível de freqüência está contida na freqüência dos raios de variações pela própria Árvore da constituição do fractal provindo da submatriz. Isto incide quando encarnado no berço inicial das civilizações genômicas pré e pós-adâmicas ou, simplesmente, no círculo de vivência da própria programação veículo entre encarnações de gerações.
 
Neste histórico das histológicas formas, a memória seria aberta tão somente no cruzamento do olhar nos olhos e sentir os relâmpagos deste saldo. Assim ocorre mesmo que se propague nas peregrinações por passagens, independente de qual imagem esteja contemporaneamente constituída ao próximo arquivo das gerações seguintes.
 
Significa que esta propriedade apresenta, necessariamente, alguma maneira dos supostos parceiros como Alma Gêmea ter entre Si um sentido de sentimento como razão em ser necessário. Significa dizer que Deus ou outras hierarquias não poderiam repentinamente revelar o segredo de porque estas personas Matriz-Criadas terem conhecimento de tal programação.
 
Por outro lado do lado que não se faz lado, o intelecto tampouco poderia deixar que Deus, ao mesmo tempo em que permanece lei, continua sendo fatoração do fator desta progressão.
 
Nas variantes de progressão sobre as freqüências temporais, existem fatores do inacabado complementar contínuo. Ele faz preferência de tendências vinculadas à própria imperfeição do que pensam como progressão psicossociológica tribal urbana moderna para cada pessoa. Há transferências entre relações, sejam elas afetivas por coincidências, sintonias de apegos ou inseguranças nas variações das hipóteses. Sensitivamente pode haver identificação mesmo que haja precariedade, despertando automaticamente as causas para abertura do reencontro no comportamento afetivo e oferecendo tendências sexuais.
 
Há também a síndrome do conflito pessoal sobre o que se separa sem a certeza do que possam enfrentar ou do que sejam capazes ao abrir a primeira porta do arquivo de identificação entre a memória quântica migracional com a memória quântica espiritual. Identificam suas especializações com objetivo de melhoramento na conjuntura do que se revela frieza ou hospedar tais revelações causadoras. Agem assim visto ser difícil cada portador Fractal da bem aventurança, sendo Alma Gêmea do possível contato afetivo, por Si próprio não se sabem como se oferecer um ao outro.
 
Tal separatividade não pertence como segredo do tempo, mas como incompatibilidade por razões vivenciais contemporâneas. Podem gerar vínculos afetivos que podem ser dificuldades no trato de relacionamento que não pode existir junto com outro ou outrem.
 
Para tudo e sobretudo, vejam os seguintes exemplos de vida conjugal: Mestre Jesus e Madalena, Clara e São Francisco, João Paulo II e Madre Tereza de Calcutá e tantos outros.
Alma Gêmea de freqüência de Matriz de origem dos Orbes Superiores pode evidenciar o poder do próprio envolvimento e o êxtase exercício pela atração das partes, identificando-se que não são pares de aparência.
 
Alma Gêmea de freqüência de desdobramento por processo encarnacional de vidas passadas se mistura pelas considerações dos fatores que contribuem para haver dificuldades sobre o estilo gerado. Ocorre antes que se descubra como organizar esta psíquica questão de afirmação, na possível estética da ética e insegurança do instante que se pensa se vale reconhecer o próximo.
 
A introspecção inconsciente automaticamente a reservará se deve se expor à cultura social ou problemas de diferenças quando crer que esta identidade for presente para sua presença.

Quando por Si entenderem que as condições vinculadas às dificuldades alimentadoras distanciam o relacionamento e desfavorece a relação destas possíveis Almas Gêmeas, o Segredo das Almas Gêmeas será sempre Amar neste amor em ser forte para o próprio amor!